Old Hebrew Prayer Book

Parashat Tzav

Varrendo as Cinzas

Tradução de español: David Abreu

E o sacerdote vestirá a sua veste de linho, e ele usará calções de linho sobre o seu corpo; e ele vai separar as cinzas que o holocausto queima no altar e irá colocá-lo próximo ao altar '' (VaIkrá 6, 3)

O holocausto era um sacrifício especial que era oferecido e queimado inteiramente no altar, deixando apenas cinzas.

A viagem do sacerdote, então, começou com a vassoura nas mãos. O sacerdote, acostumado a pertencer à elite, teve que começar sua jornada vestindo suas roupas mais simples e cuidando das cinzas dos holocaustos.

Antes de cuidar do presente, das ofertas que seriam dedicadas no dia seguinte, ele tinha que cuidar do que foi feito no dia anterior. Acima de tudo, ele devia cuidar da limpeza dos restos das ofertas queimadas do passado.

Por que começar o dia varrendo?

Talvez o relato da destruição de Sedom e Amor (Sodoma e Gomorra), no capítulo 19 do Sefer Bereshit, possa nos ajudar a entender o motivo dessa rotina diária.

A crença geral supõe que a esposa de Ló foi transformada em sal olhando para trás quando as cidades Sedom e Amor foram destruídas.

No entanto, se lermos o Texto com atenção, veremos que isso não é totalmente correto: a esposa de Ló ficou paralisada ao olhar para as costas do marido, não para as dela ... A Torá não diz: VaTabet Ishtó MEACHOREHA (E olhou a mulher as próprias costas) mas VaTabet Ishtó MEACHARAV (E a mulher olhou as costas dele, do seu marido). Nada nos produz maior paralisia do que observar o passado pelas costas dos nossos próximos, em vez de olhar as nossas próprias costas.

Algo semelhante aconteceu com o Sacerdote. Ele viveu condoendo-se com o passado dos outros. Cada oferta pode ser um pecado. Todo sacrifício pode ser uma transgressão. Por isso, a ordem de varrê-los; comportamentos como o da esposa de Lot podem ser muito perigosos ...

Com isso, aprendemos que aquele que trouxe seu sacrifício diante de D'us e confessou seu pecado não deve ser lembrado como um pecador. Eliminar os vestígios do sacrifício e esquecê-lo constitui, desta forma, uma autêntica mitzvá. Lembrar desses vestígios é uma das piores transgressões.