Torá em Português

Parashat Trumá

Radiografia do Bolso

Tradução de español: David Abreu

O Talmud diz no Tratado de Eruvin (65b), que o homem é conhecido por três coisas: BeKiso, BeKoso UBeKaaso. Traduzido para o português, esse jogo de palavras sugere que o homem é conhecido por sua bolso (carteira), sua taça (de vinho) e sua raiva. A verdadeira essência do homem, ensina o Talmud, é conhecida no momento de sua raiva (BeKaaso), quando ele toma um pouco de bebida extra (BeKoso) e - finalmente - no momento em que lhe é pedido dinheiro (BeKiso). Lá a verdadeira natureza de cada mortal irá emergir ...

Muito dessa máxima talmúdica é relevante para o início da Parashat Trumá. Na Parashat Mishpatim, a Parashá da semana passada, termina com uma das maiores expressões de submissão popular à palavra de D'us: Naasê VeNishmá (Faremos e ouviremos). "Estamos tão dispostos a cumprir a vontade de D'us - Israel parece dizer - que nem mesmo precisamos ouvi-la."

Sublime!

E assim D'us testa a sinceridade dessa submissão no início de nossa Parashá. Daver El Benei Israel VeIkchú Li Trumá (Shemot 25, 2). 'Fala aos filhos de Israel e toma uma oferta para mim.' 'Então você está disposto a fazer a Minha vontade antes mesmo de ouvi-la? Veremos o que sua bolso pensa! ”, D'us parece dizer. E ali ele apenas pediu uma oferta econômica para a construção do Mishkán (Tabernáculo), o santuário que conteria a presença de D`us durante a travessia do deserto.

A submissão de Israel, sintetizada por aquele 'Naasê VeNishmá', é examinada no início desta Parashá com o pedido desta oferta. Temos a tendência de fazer proclamações vãs de compromisso com os valores em que acreditamos. Proclamações que desaparecem rapidamente e dão em nada.

Você acredita em algo? Comprometa-se! É a mensagem da Torá.

E esta mensagem pode ser aplicada a várias realidades.

Você acredita na santidade da Torá? Comprometa-se com ela!

Você acredita no seu país? Faça algo por ele!

Você acredita na missão da sua kehilá (congregação)? Dê uma parte de você para ela!

Você acredita em algo? Comprometa-se! Bem, se você não se compromete, é porque você não acredita.