Torá em Português

Parashat Nitzavim

Iguais

Tradução de español: David Abreu

"Todos vocês estão diante do Eterno, seu D'us; seus chefes, suas tribos, seus anciãos e seus guerreiros, todos os homens de Israel, seus filhos, suas mulheres e seu estrangeiro que está em seus campos, desde o lenhador das suas árvores até o carregador de água '(Devarim 29, 9-11), lemos no Parashat Nitzavim.

Esta Parashá é adaptada ao nosso calendário. Todos os anos, o Shabat é lido antes do dia em que todos estaremos diante de D'us: ricos e pobres, intelectuais e analfabetos, homens de negócios e carregadores de água, jovens e velhos.

BeRosh Hashanah Kol Baei HaOLam Ovrim Lefanav Ki Benei Maron. No Rosh Hashanah, toda a humanidade passa diante Dele como um batalhão [que passa diante de seu superior para ser conferido].

Tudo, absolutamente tudo, passará diante de D'us para ser contado por Ele e medido e pesado cada uma de nossas ações. Todos nós estamos diante de D'us, como diz o início da Parashat Nitzavim.

De acordo com o Midrash, no início desta Parashá D'us disse: "Mesmo que para você alguns sejam chefes, outros juízes e outros tutores, para Mim todos são iguais" (Ialkut Shimoni).

Rosh Hashaná é um pouco como um avião que quebra no meio do vôo. O medo é igual a todos, a primeira classe, a classe econômica e até os pilotos. E a razão é que nenhum deles sabe o que acontecerá com suas vidas.

Quem vai viver e quem vai morrer, quem vai gozar da quietude e quem vai sofrer de angústia, quem vai empobrecer e quem vai enriquecer. Rosh Hashaná democratiza, lapida as diferenças que o ser humano - como criatura social que é - gera nesta sociedade.

Estaremos todos aqui, na frente de D'us. Quem quer que tenha roubado e trapaceado estará aqui na frente de D'us. Quem quer que maltrate sua esposa, seu marido, seus pais ou seus filhos, estará aqui na frente de D'us. Quem sistematicamente vira as costas para D'us, também - que paradoxo - estará na frente Dele.

A sinagoga vai abrir a porta para todos nós, porque uma sinagoga que recebe apenas santos - como disse uma vez o Rabino Harold Kushner - seria semelhante a um hospital que só cuida de pessoas saudáveis.

Ashivenu Adonai elecha venashuva, chadesh iamenu kekedem (Converte-nos a ti, Eterno, e seremos convertidos; renova os nossos dias como dantes).

Elevemos nossa voz nestes Dias Terríveis (Iamin Noraim), para que possamos encontrar o caminho do arrependimento sincero e encontrar companhia na solidão que nossas transgressões nos causam e que nos oprimem neste momento.