Torá em Português

Parashat Shemot

Estadista, Místico, Pastor

Tradução de español: David Abreu

Se há uma coisa que pode definir nosso tempo, é a falta de liderança positiva. Pode haver muitos que desejam tomar o PODER ... mas poucos são os que desejam tomar o LEME.

Assumir o comando é um ato de responsabilidade; tomar o poder, nem sempre ...

Talvez então - e em face dessa falta de líderes - pudéssemos nos inspirar na figura de Moshe e na revelação da sarça ardente, o episódio fundador de sua liderança.

'E Moshe (Moisés) estava pastoreando o rebanho de Ithro (Jetro), seu sogro, sacerdote de Midiã; e ele conduziu as ovelhas através do deserto e alcançou a montanha de D`us, até Chorev '(Shemot 3, 1).

Muitos foram os comentaristas que se perguntaram por que esse ‘líder do projeto’ chamado Moshe foi pastorear as ovelhas de seu sogro no deserto.

RaSHI acha que ele as levou lá para evitar roubo. O deserto sendo uma terra de ninguém, não haveria perigo das ovelhas comerem grama dos campos de outras pessoas.

O segundo comentário é do Seforno. Segundo sua opinião, o motivo de sua ida ao deserto foi ter um espaço para meditar.

O Midrash Rabba, por sua vez, nos conta como Moshe correu no deserto atrás de ovelhas sedentas. Deus disse-lhe: ‘Se tens misericórdia de conduzir as ovelhas; Você também pode alimentar Meu rebanho, Israel. ' (Shemot Rabba 2, 2).

Esses três comentários - aparentemente contraditórios - nada mais são do que as triplas facetas de um mesmo líder.

RaSHI enfatiza a LEI. A busca constante pelo correto deve ser a sua vigilância. Moshe conduz as ovelhas para pastorear através do deserto, para que as ovelhas não alimentem da grama de outras pessoas - Chas VeShalom! )D`us me livre!).

Seforno enfatiza SOLIDÃO. Um líder deve saber como se distanciar. Os problemas de um povo podem ser tão variados e tão pesados ​​que o líder deve saber se retirar, meditar, retornar e agir.

O Midrash enfatiza COMPAIXÃO. Deus testou Moshe por meio das ovelhas. Se ele era sensível às ovelhas, também seria sensível às necessidades de um povo. O líder deve ser acima de tudo compassivo e atencioso.

Um bom líder é um coquetel perfeito de estadista, místico e pastor.

Moshe tinha aquelas virtudes que transformam um homem comum, corriqueiro e simples, em um líder imortal. Se transformou naqueles líderes que deixam sua marca ao longo dos séculos e cuja memória o tempo não pode apagar.